'); Eu sou Sairé - Site "Memórias do Sairé" lançado - O BOTO - Alter do Chão
[ editar artigo]

Eu sou Sairé - Site "Memórias do Sairé" lançado

Eu sou Sairé - Site

Osmar Vieira, juiz do Sairé, conta porque queria o Sairé contado por eles/elas mesmos/as:

"Vejo esse site como um presente para a vila de Alter do Chão. Só imaginando, falando do site foi uma felicidade. Ouvir os mais velhos foi emocionante e gratificante. O site vem somar e é feito por nós e para os nossos filhos. Joga luz sobre aqueles que fazem o Sairé e mantém as suas tradições vivas, mostra os bastidores. É um site que ensina ouvindo e fala do rito do Sairé religioso. O mesmo guarda e memória de um povo entrelaçado com a história da vila de Alter do Chão."

Contar o Sairé por nós - eis a proposta atrás da página "Memórias do Sairé", lançada no dia 29 de outubro de 2021. São depoimentos, gravações, fotos e vídeos todos com a temática da parte religiosa do Sairé, valorizando cada vez mais o patrimônio imaterial de Alter do Chão, dando destaque para as pessoas dos bastidores.

Surgiu uma nova geração de jovens da vila, reunidos na Corte do Rito Religioso do Sairé, encabeçado por Osmar Vieira, atualmente Juiz da festa. Um jovem de 29 anos, mas que detém o respeito e a confiança de todos os mais velhos. Sua companheira Rosana Mascarenhas que fez o TCC dela em antropologia sobre o Sairé e o processo de registro do Sairé como patrimônio cultural imaterial, Maria Eulália Campos, a rainha do Boto Cor de Rosa, Elivelton Corrêa, neto de Seu Canuto, Laysa Mathias e Ana Maria Pinho e muitos outros da vila - juntos fizeram um passo importante, empoderado, decididos a valorizar e preservar essas tradições locais.

O paralelo com a retomada do Sairé no ano 1973 é evidente. No ano passado, decidiram levar adiante o rito em plena pandemia e agora esse ano perceberam como é importante para eles e para a vila esse destaque para o Rito Religioso. Tudo é contado no site onde também se encontra a ficha técnica com todos os envolvidos!

O projeto “Memórias do Sairé” foi contemplado pela Lei de Incentivo à Cultura Aldir Blanc e teve o apoia do LAnSE, Laboratório de Antropologia Sonora e Etnomusicologia da UFOPA, coordenada pela Profa. Luciana França.

Célio Camargo, além de Capitão também folião e puxador do grupo Espanta Cão:

"A festa da Santíssima Trindade é tudo, é força, alegria, motivação! Motivação de aprender cada vez mais. Sei nada e vou aprendendo cada vez mais."

 

Cordival Sardinha sempre fez parte:

"Fazer isso ai é minha missão"

Canuto Lobato é o integrante mais velho da Folia da Festa do Sairé, participa desde o retorna do Rito Religioso em 1973.

Dentro da página, vários depoimentos e memórias podem ser consultados, todos contados pelos próprios moradores e membros da Corte do Sairé de Alter do Chão. Tem História, Ritual, Símbolos e Sons somando e organizando as muitas histórias contadas sobre a Festa do Sairé, como, por exemplo, a forma que era realizada e a razão da paralisação e a sua retomada vitoriosa. Palavras que saem da boca de anciões da Vila, que participaram e ainda vivem essa grande manifestação.

Os Mestres Foliões ganham sua voz cantando e contando em Sons, reencontrando suas memórias no projeto "Mestres Foliões" que abrange até o momento 8 episódios, cada um apresenta uma das 8 folias (cânticos) tradicionais da Festa do Sairé. Os episódios dos Mestres Foliões foram gravados durante dois dias na vila de Alter do Chão, na Oca do Saber Borari, sede da Associação Indígena Borari – AIBAC.

Website: https://www.memoriasdosaire.com.br/

 

O BOTO - Alter do Chão
Susan Gerber-Barata
Susan Gerber-Barata Seguir

Suíça com passagem por design e jornalismo de moda. Apaixonou-se tardiamente pelo Brasil e mais tarde ainda pela Amazônia, especialmente a culinária amazônica. Cozinha, escreve e fotografa livros, uns sobre culinária amazônica.

Ler conteúdo completo
Indicados para você