'); O advogado Borari de Alter do Chão - O BOTO - Alter do Chão
[ editar artigo]

O advogado Borari de Alter do Chão

O advogado Borari de Alter do Chão

O ano de 2022 tem sido de conquistas para a população indígena do baixo Tapajós mas, para o povo Borari da aldeia Alter do Chão, o envolvimento dos jovens na luta por direitos tem marcado nossa história.

Um deles é Leonardo Dieckmann Lobato Marx, da etnia Borari da Aldeia Alter do Chão, que se formou na graduação de Direito da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), quando foi bolsista do projeto Formação Jurídico Popular, promovido pela Associação Indígena Iwipurãga da Aldeia do Povo Borari de Alter do Chão, em parceria com o Maparajuba – Coletivo de Direitos na Amazônia. Defendeu seu TCC e fez sua outorga em 13 de maio. Recentemente, fez a prova da OAB em Santarém e, em 18 de maio, saiu o resultado que encheu de orgulho os Borari, ao sabermos da aprovação do Primeiro Indígena Borari aprovado pela OAB.

O jovem se destacou na luta e enfrentamento pela Educação Escola Indígena diante da Secretaria de Educação do município de Santarém com seu jeito calmo e simplicidade, se apropriando de conhecimentos jurídicos bem fundamentados para colaborar na defesa dos direitos indígenas. 

Leonardo recebeu elogios por sua atuação no movimento indígena na Aldeia Alter do Chão. Cacique da Aldeia Alter do Chão, Rosivaldo Maduro, se manifestou no grupo de Whatsapp da Associação à qual é vinculado. “Bom dia parentes, em nome das lideranças do nosso território, quero te parabenizar e desejar muito sucesso na sua carreira, que Deus te abençoe e ilumine sempre seu caminho, parabéns meu guerreiro! ”

Jecilaine Borari, Presidente da Associação Iwipurãga, também se pronunciou sobre a atuação do jovem. “Quero em nome da Iwipurãga parabenizar o Leonardo pela aprovação na OAB. E externar nosso carinho especial, sem dúvida o primeiro Borari Advogado. Em nome do povo Borari e do Baixo Tapajós queremos agradecer suas contribuições na Educação Escolar Indígena. Quem acompanhou esse processo, sabe que o Leonardo foi quem fez a minuta do Edital para a Eleição de Gestores das Escolas Indígenas. No dia 12 de janeiro quando solicitei que os bolsistas pudessem fazer essa minuta, e mesmo com suas limitações que estavam estudando a prova da OAB e junto com a Milayde não mediram esforços e apresentaram a minuta para que o Dr Gabriel pudessem fazer os ajustes necessários junto com as lideranças no dia 30 de janeiro. A dedicação desses jovens foram incansáveis no período da lotação e respeitados por todos que ali presenciavam. A luta do Borari foi histórica e deixou marcas. Com essa equipe de advogados ninguém se atrevia. Eles (a secretaria de educação) diziam logo: 'Chama os advogados de vcs."

Esperamos contar com vossa contribuição Dr Leonardo!

TAGS

borari

OAB

O BOTO - Alter do Chão
Ler conteúdo completo
Indicados para você