A comunidade está de cara nova!
Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

Conselho de desenvolvimento comunitário - as duas chapas

Conselho de desenvolvimento comunitário - as duas chapas
Susan Gerber-Barata
ago. 11 - 10 min de leitura
0 Curtidas
0 Comentários
0

Quarta, 31 de Agosto, a comunidade de Alter do Chão elegerá, pela segunda vez democraticamente, um novo Conselho de Desenvolvimento Comunitário.  Com duas chapas inscritas concorrendo, ambas com vasta experiência em cargos deste tipo, candidatos pedem por união no nome e prometem resolver pendências da vila:  chapa 1 - "UNIDOS POR ALTER DO CHÃO"; chapa 2 - "UNIÃO E SUSTENTABILIDADE". União é o que Alter mais precisa! Só unida a vila conseguirá enfrentar e resolver os desafios  que a aguardam.

O micro sistema do Bairro Nova União está sem tampa e com a bomba queimada.

ALGUMAS DEMANDAS DA VILA QUE TODOS SABEM

  • A falta de infraestrutura é um problema em todos os bairros da vila, o que fica cada vez mais evidente com a especulação imobiliária e o crescimento desordenado.
  • A construção de um novo prédio para o ensino médio em Alter.
  • A universalização do saneamento básico, que inclui tanto abastecimento de água quanto tratamento de esgoto, é uma demanda antiga dos moradores. 
  • Outra carência evidente para a vila voltada para ecoturismo é o lixo. É necessário um serviço de coleta seletivo, mais lixeiras e campanhas de educação.
  • A poluição sonora, crescente na vila com a proliferação de casas de veraneio, é outro problema que tem perturbado moradores e a biodiversidade local.
  • União, muita união exige interação com o movimento indígena que reivindica território perdido nos mais variados sentidos.
  • União, porque a comunidade está clamando por mais respeito, respeito especialmente  para os comunitários e menos favorecidos da vila.
  • União e mais traquejo para lidar de maneira mais profissional com um turismo bastante predatório que cresce cada vez mais, o mesmo, do qual parte grande da vila tira o seu sustento. 

O Boto entrevistou os dois candidatos a presidente: o professor Mauro Vasconcelos, professor de matemática, que formou quase todos os jovens da vila, e Gabriel Buchale, guarda noturno no posto de Saúde 24 horas, membro de vários conselhos, entre eles do Municipal de Turismo COMTUR e da APA.

Os dois são funcionários públicos, o que até um certo ponto é contraditório. O conselho de desenvolvimento de Alter deveria ser um interlocutor, uma ponte com o poder público. Idealmente, o conselho é um órgão de caráter consultivo e propositivo, com o objetivo de acompanhar, supervisionar e avaliar as ações do poder público na vila, levando anseios e demandas da mesma para os órgãos oficiais.

Com vocês, a palavra dos dois candidatos. No final do texto,  apresento a composição completa das duas chapas. 

O que é o Conselho de Desenvolvimento Comunitário e quais as suas funções?

Mauro Vasconcelos 
Mauro Vasconcelos, Chapa 1 Unidos por Alter do Chão: 1969 o MEB (Movimento de Educação de Base, vinculado à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) trabalhava na região, dando suporte à produção familiar.  Nesse contexto surgiram as mais variadas associações na vila, clube de futebol e outras associações e manifestações que precisavam uma articulação em comum que ajudasse a enfrentar o desenvolvimento da vila. Assim surgiu o Conselho de Desenvolvimento Comunitário.

Gabriel Buchale 

Gabriel Buchale Chapa 2 União e Sustentabilidade: Costumo comparar o conselho a uma federação que agrega todas as associações da vila e pode falar para todas. O conselho leva demandas para todos os órgãos públicos e fiscaliza os mesmos. Um trabalho de formiga que exige tempo e disponibilidade para percorrer as mais diversas repartições públicas uma ou duas vezes de semana. Além disso, vale ressaltar que Alter é um polo central importantíssimo em vários sentidos para toda uma macro região, por exemplo para frequentar a escola vem crianças não só da região do Eixo forte, mas de toda a macro região em volta ou para usar o posto de saúde.

 

Como sua chapa fará a diferença para Alter

Mauro Vasconcelos, Capa Unidos por Alter do ChãoPara Mauro o conselho é hoje tão importante quanto nunca, para enfrentar a expansão desenfreada da vila e todos os desafios que a mesma traz. Ele enfatiza: Queremos mais autonomia para Alter. Para dar conta do desafio, pretende junto com sua chapa puramente masculina primeiramente atualizar o estatuto do conselho, completamente desfasado para depois operar com comissões específicas. Pretende fortalecer a sua chapa através da participação das principais lideranças de Alter do Chão, focar o mandato na melhoria e manutenção dos principais patrimônios da comunidade.

Estamos trabalhando para não confundir as coisas, agir apartidário, junto ao poder público, sempre em prol de Alter do Chão. Consequentemente vamos criar comissões como Turismo, Educação, Saúde, Esporte que terão autonomia em elaborar projetos, tocá-los e levá-los aos órgãos responsáveis podendo falar em nome do conselho que representa a comunidade. Tenho por exemplo na minha chapa um engenheiro civil que irá, entre outros, acompanhar a implementação do saneamento básico. Pretendemos trabalhar fortalecendo a união entre a comunidade, o governo e iniciativa privada e buscar tudo pela melhoria do distrito de Alter do Chão. Vamos tentar recuperar cadeiras representativas nos conselhos da prefeitura. Também propõe um pacto para solucionar um grande problema de Alter, o lixo.

Não está prevista uma pasta específica de meio ambiente, mas estamos a favor do plano de manejo que regularizará a APA. Para melhorar a situação, pretendemos procurar acordos com a prefeitura na regularização fundiária e trazer o projeto da prefeitura "Morar bem" que regulariza as terras, para os mais necessitados até de graça, iniciando nos bairros União e Nova União. Em geral faltam nos loteamentos áreas públicas como praças, campos de futebol, escolas, igrejas nos novos bairros.

Gabriel Buchale, Chapa 2 União e Sustentabilidade: A pergunta sempre é a mesma: O que te levou a ser candidato ou candidata se não é remunerado, trabalha bastante quando realmente quer e ainda só leva desaforo? A resposta, para nós, é simples: amamos esta comunidade, queremos o seu desenvolvimento com sustentabilidade e já nos cansamos das mesmas figurinhas que é só blá, blá, blá e nada de prático. O grande diferencial da nossa chapa é que vamos dar continuidade a todos os projetos já encaminhados pela antiga chapa. Antes de tudo, pretendemos reformular o estatuto do conselho, totalmente defasado. Queremos que todos os moradores da nossa comunidade sejam olhados com mais respeito e dignidade. Jamais poderemos dar uma boa hospitalidade aos nossos visitantes se a nossa casa estiver desarrumada. Precisamos de infraestrutura compatível com a nossa comunidade e seus moradores. Queremos ver nossa autoestima, nossa dignidade, aflorarem em nossos corações para, aí sim, termos orgulho de nosso torrão e de nosso trabalho. O residente seja ele qual for, em primeiro lugar!!Os projetos em andamento são:

- Encontrar uma forma de angariarmos algum tipo de receita turística para mantermos o nosso conselho funcionando, por exemplo, em transformar o CENTRO COMUNITÁRIO, aos finais de semana em um grande local de atrações culturais com todas as suas variantes

- Recuperar o terreno doado e perdido para a construção da escola de ensino médio com o fim de construir a nova escola de ensino médio

- Píer flutuante para o CAT enquanto o velho/novo não sai do papel

- Credenciamento dos lancheiros e a padronização dos mesmos, assim como seus deslocamentos para o CAT desde que haja infraestrutura para isso. Cadastrar todos os passeios turísticos com nomes, números de documentos, horário de saída e retorno e destino onde uma via ficará com o lancheiro e outra com agente despachante.

- Conversas sobre a inclusão dos catraieiros para receberem 4 meses de defeso na época da baixa temporada e depois estendermos esse benefício para outras categorias, tais como: barraqueiros, doceiros, lancheiros

- Trazer o asfalto prometido para Alter e articular uma emenda parlamentar para a continuação da orla desde o Cajueiro até o CAT

- Restaurar o nosso cemitério e registramos em cartório documentos da área já doada para o novo cemitério;

- Trazer cursos em parcerias com a iniciativa privada, principalmente as universidades, para a nossa comunidade. Prioridade nesse sentido um curso de idiomas inglês e espanhol;

- Trazer ou ampliar o quadro de servidores da ESF (UBS do bairro) pois a população de Alter já precisa, não de mais um, mais sim de 2 postos.

 - Fazer um projeto de lei que proíbe construções em determinadas áreas da comunidade para que não obstrua as paisagens daquilo que é nosso atrativo: as belezas naturais;

- Não permitir eventos em nossa comunidade, sem que antes passe pela aprovação do conselho para que abusos não sejam cometidos e pessoas sofram as consequências

- Ter uma base permanente da Polícia Militar na vila

- Melhorar e muito a linha de ônibus Santarém-Alter e descolar o circuito interno de ônibus, novo trajeto, mais carros em horário de pico, venda de passagens aqui na comunidade, entre outros. Ou respeita ou solicitaremos uma concorrência através de licitação;

- Trabalhar para Alter enfim virar uma subprefeitura

- Demarcação das terras indígenas e elaborar os critérios onde e porque será terra indígena e APA

- Criar uma comissão para cuidar do patrimônio de Alter

- Lutar para conseguir uma agência da Sincred, caixa 24 horas e uma agência lotérica para a vila

CHAPA 1 "UNIDOS POR ALTER DO CHÃO"
Presidente: Mauro Luiz Lobato de Vasconcelos, Vice presidente: Cleuton José Waughan Sardinha, Primeira Secretária: Rogéria Castro Sardinha
Segundo Secretário: Jardson Garcia Costa, Primeiro Tesoureiro: Miguel Augusto Sousa Wanghan, Segundo Tesoureiro: Heberson Lima Melo, Diretor de relações públicas: Neucivan dos Santos Moreira. Diretor de Cultura: Osmar Vieira de Oliveira, Diretor de meio ambiente: Sabino Nogueira Pereira

CHAPA 2 "UNIÃO E SUSTENTABILIDADE"
Presidente: Antônio Gabriel Buchalle Silva, Vice presidente: Francisco Salomão Sardinha de Almeida, Primeira Secretária: Lara Taís Silva de Jesus, Segundo Secretário: Joel Antônio Pereira Coelho, Primeiro Tesoureiro: Romário Correa de Castro, Segunda Tesoureira: Iracelma Rodrigues Fonseca, Diretor de relações públicas: Manoel Jorge dos Santos Oliveira, Diretor de Cultura: Edivaldo Vasconcelos de Farias, Diretor de meio ambiente: André Ferreira Pinho

 

 

 

 


Denunciar publicação

Susan Gerber-Barata

Designer, jornalista e professora de idiomas

0 Curtidas
0 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você