O BOTO - Alter do Chão
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

Alter do Chão festeja os seus 265 anos

Alter do Chão festeja os seus 265 anos
George Felipe
mar. 6 - 3 min de leitura
000

Então é seis de março outra vez. Depois de dois anos de pandemia, Alter do Chão ou “a Vila”, como nós nativos e moradores fixos a chamamos, está no berço. Apesar de aqui já ser habitada pelos nossos ancestrais "Borari", foi introduzida a missão de Nossa Senhora da Purificação que logo se transformou em Nossa Senhora da Saúde e, em seguida, elevada à categoria de vila em 1758, por Mendonça Furtado, ainda no Brasil colônia.

Morar em Alter do Chão, mais do que simplesmente estar, é conectar-se consigo mesmo e com a natureza. É poder sentir toda a sua energia, bem como a sua magnitude, e de quanto as pessoas se empenham em ajudar quando há algum comunitário com necessidade. É muito bonito observar o jeito que as pessoas se mobilizam, dentro da Vila de Alter do Chão, e como elas ajudam umas as outras. Desde curumim, convivendo em associações, clubes de futebol e na própria banda 29 de junho, observo isso. Sempre quando algum comunitário precisa a Vila deixa as rivalidades de lado e energiza-se com uma espécie de união fraternal.

Nessa data tão importante no calendário cultural da vila é incrível ver o quão as pessoas se empenham em fazer o mais bonito bolo, de sua associação ou bairro, com o mais bonito recheio. E os bolos, além de serem saborosos, sempre contam algo do imaginário popular, coletivo e histórico de Alter do Chão. Lembro-me que, quando criança, ia pedir doações, para o bolo, do Luso Brasil, Barqueiros da Ilha e Conselho Comunitário. Sair nas casas e comércios aos três dias que antecedem o aniversário é ainda mais especial, com o cheirinho de bolo pairando no ar. Se fôssemos jogar em conceitos sociológicos, todas essas tradições e costumes emanam de uma certa solidariedade mecânica, conceito cunhado por Émile Durkheim em meados do século passado.

Alter do Chão é uma terra de encantos e magias, realmente, e que muda com a mudança do ciclo das águas, das chuvas e do rio, e das datas comemorativas do calendário cultural. Alter do Chão é a nossa casa, é o nosso paraíso. Em outras palavras, Alter do Chão é a nossa mãe, pois que a sua energia é uterina. Agradeço por ter tido a honra de nascer e crescer dentro de você, "Mãe Alter", e, como seu filho, parabenizo-a. Feliz aniversário.

Encerro com um poema:

Minha Terra Alter do Chão.

Te amo e te adoro.

Te guardo no coração.

Para muitos só um lugar.

Para mim és o meu rincão.

 Não me vejo longe de ti.

 Aqui é o meu lugar.

De todos os anos que vivi.

E de todos que irão chegar.

Agradeço por me acolher.

Tu que me viste nascer.

Correr nas tuas praias, crescer.



Denunciar publicação
    000

    Indicados para você