[ editar artigo]

Movimento 2.0 - Reflexão sobre movimento social na Conferência do Plano Diretor

Movimento 2.0 - Reflexão sobre movimento social na Conferência do Plano Diretor

Por mais que o outro lado estivesse mega organizado, até com uniforme, camisetas brancas, faixas, ônibus fretado... a sociedade civil desorganizada e colorida venceu.

POR CAETANO SCANNAVINO

Hoje em dia temos visto mais resultados nos movimentos 2.0, organizados como uma malhadeira com seus nós que dão a liga, que vai crescendo de forma espontânea, apartidária. E que ao invés de ficar só resistindo contra, se defende também contrapropondo. Ao invés de pedinte, argumenta.

Não dá pra desenhar o futuro com a cabeça do passado. Nem sustentar mobilizações ainda daquele jeito, sejam de direita ou de esquerda, com um poder central em cima e um monte de seguidores embaixo.

Foi assim na Conferência do Plano Diretor de Santarém. Se dizem que o tal “desenvolvimento" demora mais para chegar na Amazônia, que se comece pelo futuro, pelo que tem de melhor, mais update, pelos acertos, e não pela repetição dos erros passados lá fora. E a partir das coisas boas também da região. Foi essa visão que prevaleceu no Plano.

A sociedade fez sua parte. Hora agora do Executivo e Legislativo fazerem as deles. E todxs fazermos acontecer o que se planejou.

 

O BOTO - Alter do Chão
O BOTO
O BOTO Seguir

O BOTO é o jornal comunitário de Alter do Chão, em Santarém/PA, e região. Os repórteres, fotógrafos e colunistas são moradores. Os assuntos são escolhidos pelos próprios colaboradores.

Ler matéria completa
Indicados para você