[ editar artigo]

III MUTAK - Oficina de Carimbó (ritmos)

III MUTAK - Oficina de Carimbó (ritmos)

 

Por coletivo de repórteres Boto no evento

O carimboleiro Corona Soares, de Alter do Chão, deu uma oficina para explicar os instrumentos tradicionais usados no curimbó, conversar sobre as diferenças do estilo e mostrar a pegada mais suave aqui no Oeste do Pará. Coolrimbó!

Crianças, jovens e adultos aprenderam a batucar no ritmo da floresta. A vida pulsa.

O ritmo mostra a cultura indígena devorando a influência de percussão dos negros na Amazônia e, também, das palmas e sopros dos portugueses.

O que é MUTAK?

A Mukameẽsawa Tapajowara Kitiwara (MUTAK) é o nome originalmente escrito em Nheegatu, que significa em português: “Mostra de Arte Indígena do Baixo Tapajós”, valorizando a língua nativa local. A mostra é uma ação de fortalecimento e resgate cultural indígena, de proteção da memória e ancestralidade dos povos da região e de valorização de suas artes e ofícios

III MUTAK acontece nos dias 27 e 28 de julho em Alter do Chão, reunindo 13 povos originários dos municípios de Aveiro, Belterra e Santarém: os indígenas Apiaka, Arapiun, Arara Vermelha, Borari, Kara-Preta, Jaraki, Kumaruara, Munduruku, Maytapú, Tapajó, Tapuia, Tupinambá e Tupaiú.

 

O BOTO - Alter do Chão
O BOTO
O BOTO Seguir

O BOTO é o jornal comunitário de Alter do Chão, em Santarém/PA, e região. Os repórteres, fotógrafos e colunistas são moradores. Os assuntos são escolhidos pelos próprios colaboradores.

Ler matéria completa
Indicados para você